In livros resenha

As Faces da Luz, de Tatiane Durães

Título: As Faces da Luz
Autor (a): Tatiane Durães
Gênero: Fantasia
Número de páginas: 452
Editora: Arwen
Edição: 2014
Skoob: Adicione
Onde comprar: Pré-Venda (SITE DA EDITORA)

“Ao ser forçada a atravessar um portal por um imenso lobo, Tayara se depara com um mundo que jamais imaginara, e elfos e bruxas passam a fazer parte de sua realidade. Mas o que ela não sabe é que seu destino fora traçado muito antes de seu nascimento.
Agora ela terá que escolher entre a razão e o coração, pois ao se apaixonar por um elfo, descobre que uma forte maldição a prende a ele.
Uma aventura repleta de magia e descobertas, se inicia.”



Com uma vida agitada e um tanto “turbulenta” devido a tantas coisas em sua cabeça, Tayara leva uma vida relativamente boa com sua mãe (Sonia) próximo a uma reserva florestal qual tinham como empregada a simpática Maria sempre agradando a “menina Tayara” desde que era criança. Os amigos eram mais do que especial para ela, pois se tratava de um laço que se chamava “banda” qual cantavam em diversos lugares e particularmente era algo que a garota gostava de fazer, cantar.

Após diversos episódios qual eu tentava decifrar o que aconteceria e do porque essa história me envolver com os capítulos iniciais tão parados até o caçador as adverte que tem um lobo rondando pelas redondezas da reserva, qual Tayara já havia visto os seus olhos penetrantes e sua mãe não acreditava no que dizia (eu sabia que tinha algo por trás disto). Em uma manhã tão normal quanto outras a menina acorda de um sono não muito bom e desce para tomar seu “café”, (as aspas justificam que Tayara sempre acordava no horário do almoço) e um lobo que em quatro patas era perfeitamente maior que a garota ia se aproximando dela soando ameaçador e ela foi indo para trás até encontrar sua mãe que também fica apreensiva, mas quando elas saem da casa e o lobo ainda no encalço, se surpreendem, pois o lobo faz um gesto com a cabeça para a floresta para que o sigam e lá há uma luz qual Sonia vai como se estivesse hipnotizada e a menina segue a mãe e saem no mundo de Arcantatys.




Ao ultrapassar a “luz”, melhor dizendo portal, posso sentir a magia acontecendo de imediato, havia algo especial ali e eu não poderia parar de devorar aquele livro. Descobre-se que Sonia, (mesmo coadjuvante tem um papel tão essencial como o de Tayara como personagem principal) é a rainha de um reino chamado Lamounier e que na verdade é meia elfa e meia humana e sua filha infelizmente uma bruxa, como reencarnação de uma bruxa das trevas que causara muito mal no passado aos elfos e outros seres. Como eu sobrevivi a tantas surpresas eu também não consegui descobrir ainda.

-X-

Aconchegante e envolvente são palavras perfeitas para definir este livro. Com uma escrita bem fluída Tatiane consegue nos levar a terra de Arcantatys e fazer-nos viajar no ambiente muito bem retratado e desenvolvido. Pode parecer pouco clichê, mas no primeiro capítulo tinha algo de especial pois foi ele que me prendeu e me deixou curioso para saber qual seria o fim da história, afinal eram tantas dúvidas. A diagramação, assim como a ambientação do livro é impecável apesar de eu ter feito a leitura no Kindle é perceptível o cuidado da autora no fechamento e transição de capítulos e também com a narrativa ora que ficava perceptível quando o rei Cedric, Tayara e Reagan estavam narrando (esse cuidado para a compreensão foi maravilhoso).

Devo citar o glossário ao fim da leitura que te faz entender o significado dos feitiços pronunciados. A finalização deixou que você imaginasse o rumo do segundo livro e isso é maravilhoso. As palavras e o fôlego me faltaram para definir o quanto estou morrendo de amores por ele, por conseguinte ele merece 5 xíclassificações como um dos melhores nacionais já lidos na história do blog. 


Posts relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pela visita! =] Volte sempre, com certeza teremos novidades quentinhas pra você!