In livros resenha

O menino do pijama listrado, de John Boyne

Título: O menino do pijama listrado
Autor (a): John Boyne
Gênero: Drama
Número de páginas: 186
Editora: Companhia das Letras
Skoob: Adicione
Onde comprar: Saraiva | Submarino |Livraria Cultura| americanas

 “ Bruno tem nove anos e não sabe nada sobre o Holocausto e a Solução Final contra os judeus. Também não faz idéia que seu país está em guerra com boa parte da Europa, e muito menos que sua família está envolvida no conflito. Na verdade, Bruno sabe apenas que foi obrigado a abandonar a espaçosa casa em que vivia em Berlim e a mudar-se para uma região desolada, onde ele não tem ninguém para brincar nem nada para fazer. Da janela do quarto, Bruno pode ver uma cerca, e para além dela centenas de pessoas de pijama, que sempre o deixam com frio na barriga.
Em uma de suas andanças Bruno conhece Shmuel, um garoto do outro lado da cerca que curiosamente nasceu no mesmo dia que ele. Conforme a amizade dos dois se intensifica, Bruno vai aos poucos tentando elucidar o mistério que ronda as atividades de seu pai. O menino do pijama listrado é uma fábula sobre amizade em tempos de guerra, e sobre o que acontece quando a inocência é colocada diante de um monstro terrível e inimaginável. ”




Bruno ao descobrir que iria para Haja-Vista que até então, era apenas um lugar desconhecido, não queria ir pois abandonaria seus três melhores amigos, assim como a irmã abandonaria suas melhores amigas. Extasiado e surpreso, ao chegar a nova casa se depara com um lugar não muito bonito, mas o garotinho sabe que com o toque de decoração da mãe aquele lugar iria ficar maravilhoso.
Passaram-se dias e ele em uma conversa com seu pai, demonstrou toda a sua opinião contraditória e sua raiva por estar morando naquele lugar, e se deu por vencido pois o pai dizia “iremos ficar aqui por um tempo indeterminado, vá se acostumando”. Passaram-se um ano e Bruno já havia se acostumado, porém dentro desse meio tempo, Bruno conheceu um garoto que morava atrás de uma misteriosa cerca, qual ele sempre se perguntava se havia diversão daquele lado e as aventuras começam.


-X-

Tive o privilégio de me deliciar com a leitura e me surpreender com vários acontecimentos ao longo da narrativa (de terceira pessoa). No início achei a inocência de Bruno muito fofa, pois a época que viviam (2ª guerra mundial) não era boa, porém eu percebi que isso iria prejudica-lo tive raiva, porém não pude fazer muita coisa. 

O livro que eu tenho é de capa simples, sem orelhas e fosca. Gostei muito da profundidade da arte da capa que faz parecer que é realmente um pijama com textura, temos letras espaçadas não o suficiente para a página de um livro deste tamanho, porém é consideravelmente confortável no decorrer da leitura. 


Em alguns pontos, da leitura me senti explorado pelo livro, pois estava se tornando tão maçante esperar pelo grande acontecimento que eu lia apenas um capítulo no dia e olhe lá. Não gostei do final, fiquei sem entender qual é o fim de toda aquela situação embaraçosa, por este motivo perderam 2 pontos comigo.

A leitura que conquista corações, sabe como agoniar um leitor e deixa-lo extasiado. O cumulo de uma escrita renomada.


Obrigado por acompanhar o blog! Caso haja alguma sugestão deixe nos comentários. Você também pode me encontrar em minhas redes sociais. 

Posts relacionados

2 comentários:

  1. Oi Victor!
    Eu só vi o filme e o final é muito triste, mas gostei da história como um todo! Fiquei com receio agora sobre o libro ser maçante, mas ainda quero conferi-lo!
    Beijos (voltamos das férias!)
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miga!!!
      Recomendo, já que o filme foi instigante para ti! Boa leitura.

      Bjs.,
      Victor.

      Excluir

Obrigado pela visita! =] Volte sempre, com certeza teremos novidades quentinhas pra você!