In

Lidos em Setembro


Olá, pessoal!
Hoje é dia de postagem e vamos concordar que eu me superei e finalmente consegui sair de uma ressaca literária desgraçada. Fiquei mais de um ano sem ler algo e isso me frustrava e o livro que de fato me fez sair dessa foi o livro, uma lição inesquecível. Situação ruim e desagradável é estar de ressaca literária.

Bom mais chega de sofrimento e vamos aos lidos do mês de setembro.


Aristóteles e Dante descobre os segredos do Universo, Benjamin Alire Sáenz:
Dante sabe nadar. Ari não. Dante é articulado e confiante. Ari tem dificuldade com as palavras e duvida de si mesmo. Dante é apaixonado por poesia e arte. Ari se perde em pensamentos sobre seu irmão mais velho, que está na prisão. Um garoto como Dante, com um jeito tão único de ver o mundo, deveria ser a última pessoa capaz de romper as barreiras que Ari construiu em volta de si. Mas quando os dois se conhecem, logo surge uma forte ligação. Eles compartilham livros, pensamentos, sonhos, risadas - e começam a redefinir seus próprios mundos. Assim, descobrem que o amor e a amizade talvez sejam a chave para desvendar os segredos do Universo.





Segundos depois, Vinícius Márquez:
Em Segundos Depois, o autor solta o verbo e extravasa, divagando sem autoproteções e meias palavras sobre assuntos como amor e relações em geral, religião, passado, presente e futuro. Num mundo onde as pessoas estão cada vez mais contidas e buscam a proteção da internet para conseguir mostrar sua real natureza e propagar suas opiniões, Vinícius Márquez é uma exceção. Ele “dá a cara à tapa”. Com seu estilo próprio, o autor consegue fazer o leitor pensar ao mesmo tempo em que o entretém, mesmo quando o assunto é tristeza, pois o transportam de forma direta para suas sensações, percepções e sentimentos. Segundos Depois é uma obra embriagante, perfeita para ficar na cabeceira ou no bar e ser consultada periodicamente, como um Salmo, porém às avessas. Não espere da obra uma ajuda para elucidar seus problemas financeiros ou emocionais, nem conselhos para simplificar sua vida, pelo contrário, você verá que a vida é muito mais caótica do que você jamais acreditou, mas que o caos pode ser muito divertido.



Para onde ela foi, Gayle Forman:
Meu primeiro impulso não é agarrá-la nem beijá-la. Eu só quero tocar sua bochecha, ainda corada pela apresentação desta noite. Eu quero atravessar o espaço que nos separa, medido em passos não em milhas, não em continentes, não em anos , e acariciar seu rosto com um dedo calejado. Mas eu não posso tocá-la. Esse é um privilégio que me foi tirado.
Com a mesma força dramática de Se Eu Ficar, agora pela voz de Adam, Para Onde Ela Foi expõe o desalento da perda, a promessa da esperança e a chama do amor que renasce.

Obrigado por acompanhar o blog! Caso haja alguma sugestão deixe nos comentários. Você também pode me encontrar em minhas redes sociais. 



Posts relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pela visita! =] Volte sempre, com certeza teremos novidades quentinhas pra você!