Oi todo mundo!

 Com a estreia deste quadro aqui no blog, me sinto honradíssimo de poder compartilhar com vocês algumas de minhas experiências pessoais e acadêmicas. Este espaço foi criado não só com o intuito de compartilhar experiências em si, mas também de registrarmos o que há de bom no conhecimento e na aprendizagem, este processo sempre me fascinou e eu não poderia deixar de registrar tudo para os meus leitores. Não é um quadro para ensinar coisas sobre meu curso e futura profissão e sim um conteúdo diferenciado com o objetivo principal de interação e compartilhamento de vivencias.

 Hoje em dia com a geração da tecnologia vemos muitas pessoas fazendo diversas coisas ao mesmo tempo e um bom exemplo de multitarefas sou eu, que constantemente não consigo ficar voltado apenas em uma tarefa sabendo que tenho outras tantas para serem cumpridas em minha agenda, portanto minha atenção é subdividida sobre as tarefas que tenho de fazer, por exemplo, eu mexo no celular conversando com meus amigos durante a leitura dos meus livros para o blog e para a matéria da faculdade, ouço música no volume máximo enquanto escrevo um artigo para o blog ou um trabalho da faculdade, canto enquanto estou trabalhando e ou converso com um colega de trabalho. Parece muito? É realmente as vezes fico pirado, mas sempre consigo organizar os fatos, pois para mim um dia bom é um dia cheio de informações que realmente tenham rendido algum aprendizado por mais estressante que tenha sido.


 Na era da informação para alguns é difícil viver focado apenas em uma tarefa, portanto em alguns momentos é preciso. Particularmente ser multitarefas me ajuda e muito na faculdade, pois enquanto pesquiso um termo citado na aula no celular, por exemplo, consigo também através de minha percepção auditiva captar o que está sendo falado na aula e multiplicar a informação no meu grupo de estudos de forma objetiva e clara, ou seja esse senso de percepção auditiva torna com que as coisas fiquem mais fáceis de serem absorvidas. Cada indivíduo possui o seu senso e é vivendo que se percebe o seu senso, a minha dica é se auto observe e avalie seus pontos.

 Apesar de todos os benefícios de captação de informação, claro que existem seus malefícios que por sua vez em mim pelo menos, as vezes causa irritabilidade e incomodo que acaba afetando minha convivência social, pois são tantas as informações que eu acabo me estressando. Mas você sabia que nosso cérebro trabalha com informações da seguinte forma: durante uma noite de sono ele armazena as informações “menos usuais” em uma parte do cérebro. Eu me sinto bem melhor quando acordo no outro dia depois de uma boa xícara de café renovado e pronto para outra aventura com o conhecimento.


  Lembre-se que este é um quadro de interação, portanto o seu comentário aqui é de extremo valor para nós, pois queremos saber como você concilia as informações na sua cabeça e como você fica após um dia cheio delas. Comente!!!


2 Comentários

  1. Olá!
    Cara, eu queria dar conta de fazer várias coisas ao mesmo tempo. Até tento, mas acabo focando mais e um, ou não sendo construtiva em tudo (isso me frusta, então tento evitar). Eu consigo absorver o conteúdo falado em sala também, e até passar da forma que entendi. Mas se eu estiver fazendo alguma outra coisa enquanto escuto, já não presto 100% da atenção e acaba ficando algumas lacunas. rs
    Adorei teu novo quadro!
    Beijos
    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Kamilla!

      Realmente as vezes chega a ser frustante no meu caso, mas talvez isso possa se desenvolver melhor, como abordo no texto, e gerar um fruto maior no futuro.

      Grande abraço,
      Victor N Souza
      www.cafeidilico.com

      Excluir

Revista por dentro ♥