Título: Rei Arthur – A Lenda da Espada
Lançamento: 11 de maio de 2017
Direção: Guy Ritchie
Nacionalidade: EUA (Inglês)
Duração: 2 horas 06 min.
Gênero: Ação/ Aventura/ Fantasia.
Distribuição: Warner Bros.

*Não Recomendado para Menores de 14 anos*.











Oi todo mundo!


 Estou um tanto surpreso que este seja o segundo filme que eu tenha visto em um mês no cinema, porque não sou muito de ir ao cinema, talvez por falta de tempo. Devo admitir que este filme foi uma escolha aleatória, pois eu não queria ver os outros em cartaz, mas também não tinha outro de interessante no momento e decidi ver este. Descobri que gosto muito de cinema, não mais que meu NETFLIX.


 Arthur (Charlie Hunnam) é um jovem das ruas que controla os becos de Londonium e desconhece sua predestinação até o momento em que entra em contato pela primeira vez com a Excalibur. Desafiado pela espada, ele precisa tomar difíceis decisões, enfrentar seus demônios e aprender a dominar o poder que possui para conseguir, enfim, unir seu povo e partir para a luta contra o tirano Vortigern (Jude Law), que destruiu sua família.




 Nesta versão do famoso Rei Arthur, contamos com uma versão mais detalhada de um garoto que teve a família destruída por seu tio que tinha inveja de seu pai e sofria maus tratos no vilarejo em que vivia, porém, o tempo passou e este garoto chamado Arthur passou a ditar as regras comprando até mesmo os soldados do Rei Vortigern (Jude Law).
 A simplicidade e autoridade de um garoto que não era absolutamente nada traz para a história um diferencial que por sua vez ilustra o famoso dito “respeite nossos semelhantes” ou seja, ele ainda nos traz um aprendizado para a vida.




 Não esperava muito deste filme, pois vocês sabem como eu não gosto de filmes e livros que tratam temas medievais, tenho um certo problema, mas isto está mudando aos pouco exatamente por filmes como esse que me surpreendam e traga da melhor maneira a abordagem do gênero que pessoalmente me remete a algo muito antigo e brutal que eu não consigo engolir.



 Contudo, como todos os bons filmes tem seus defeitos, devo apontar alguns detalhes que deixaram com a história perdesse um pouco desta magia. Particularmente gosto de objetividade e faltou muito disso neste filme, pois, já sabíamos quem era o Rei Arthur e praticamente o que viria a seguir e eles ficavam dando voltas e voltas apenas para solucionar a problemática principal e isso não é legal quando o filme já prender a atenção do público.




 Compreendendo este fato temos por resultado um filme muito bom, que nos proporciona surpresas e novos detalhes da história do dono da escalibur. Recomendado a todos amantes da era medieval e também a você que quer se divertir assistindo uma aventura/fantasia.



2 Comentários

  1. Oi Victor!
    Confesso q n estou com muita vontade de assistir, apesar de ter o Jude Law q eu adoro no elenco... Sei lá, já vi tantos filmes sobre o Rei Arthur... rs
    Bjs
    http://acolecionadoradehistorias.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Carol!

      Eu não curto esse clima de Rei Arthur, mas este em especial me ganhou. Até pq eu não assisto muito a filmes do tipo.

      Grande abraço,
      Victor N Souza
      www.cafeidilico.com

      Excluir

Revista por dentro ♥