In Eduarda Graciano filmes/séries

Anjaana Anjaani


Título: Anjaana Anjaani
Direção: Siddharth Anand
País: Índia
Idioma original: Hindi/inglês
Lançamento: 1 de outubro de 2010
Gênero: Comédia Romântica
Duração: 2h 31min.

  "Kiara (Priyanka Chopra) e Akash (Ranbir Kapoor) passaram por algumas provações nos últimos tempos: ela teve o término difícil de um relacionamento e ele viu sua empresa falir. Ambos decidem cometer suicídio e se veem prestes a pular da mesma ponte.
  Após uma conversa um tanto animosa, seguida de dois acidentes, eles se encontram no hospital - mais precisamente fugindo dele - e percebem que têm muito em comum. Os dois então fazem um pacto e combinam de concluir o ato juntos no dia 31 de dezembro (em menos de três semanas). Com 20 dias pela frente, Kiara e Akash decidem viajar e realizar seus desejos inacabados nesse tempo que lhes resta."


  Já é outubro, mas depois de tantos livros deprê resolvi fechar os posts da campanha Setembro Amarelo com um filminho água com açúcar que trata o tema suicídio de forma leve e descontraída. Tenho a impressão de que talvez um tanto fantasiosa também, mas cumpre o dever de passar sua mensagem: sempre há um motivo para viver.

(Eros Australia Pty. Ltd./Star Plus, 2010)
  
  A história começa em Nova York e esbarra no gênero road movie (dá pra adivinhar pelo cartaz) na viagem dos protagonistas à Las Vegas. Eles realmente decidem aproveitar a vida!

  Quando se conhecem é claro que eles não se gostam, porém já que aparentemente são os únicos que compreendem um ao outro, resolvem deixar as desavenças de lado e firmar o pacto suicida. Nem preciso dizer o que acontece, visto que a comédia romântica é o gênero mais previsível do cinema, mas os clichês e toda a previsibilidade são lindinhos de se assistir.

  Akash se descobre apaixonado primeiro (como toda rom-com respeitável, claro, gostamos de ver o cara sofrer mais) e passa a tentar fazer com que Kiara reconheça seus sentimentos por ele. Ela ainda está bastante deprimida por conta do ex-namorado (que a traiu) e percebemos que demora mais pra se recuperar do que o Akash. O mais legal é que essa melhora dele está totalmente ligada à Kiara, e nos momentos em que ela fraqueja, é ele quem cuida dela. Fica claro que o fato de ter se apaixonado dá ao protagonista a motivação que ele precisava.

(Eros Australia Pty. Ltd./Star Plus, 2010)

  E é em meio à essa realização de desejos, numa coisa intercalada (primeiro realizam um desejo de um, depois do outro), que o romance acontece. Tem aquela negação básica - por parte dela, tem demonstrações de afeto e de ciúmes (amo) e tem - pra quem acha que nenhum filme indiano tem - beijo. Acima de tudo, deixando um pouco o romance de lado agora, tem diversão, badalação e cenas hilárias nas encrencas em que eles se metem!

  Uma coisa que me agradou é que esse filme parece ter menos cenas musicais do que a maioria dos filmes de bollywood. Sim, tem várias cenas longuinhas embaladas por músicas que parecem inacabáveis, chega a parecer repetitivo, mas não tem cantoria e dança pra todo lado o tempo todo. Ponto pra Anjaana Anjaani aí! 

  Por falar nisso, pelo que pesquisei o nome do filme significa: "Estranha, Estranho". Provavelmente pelo fato de os dois começarem a história como completos estranhos, que decidem mergulhar de cabeça na vida um do outro e embarcarem numa aventura que seria típica de grandes amigos.

 
(Eros Australia Pty. Ltd./Star Plus, 2010)

  Ainda que não seja um filme profundo (e nem tem a pretensão de ser), traz alguma reflexão e, sobretudo, deliciosos momentos em frente à TV. Vale muito a pena!


   "Não importa quantas razões você tenha para morrer, só precisa de uma para viver."

  Este filme foi escolhido por conta da chamada Setembro Amarelo, campanha de conscientização sobre a prevenção do suicídio criada pelo CVV (Centro de Valorização da Vida), pelo CFM (Conselho Federal de Medicina) e pela ABP (Associação Brasileira de Psiquiatria). O Victor escreveu um artigo no blog sobre essa causa, que você pode acessar clicando aqui.

Posts relacionados

6 comentários:

  1. Oi, Eduarda!
    Achei estranho o nome do filme em indiano, mas pelo que vi ele é bem bom. Eu gosto da Pryianka, então vou dar uma chance.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sou suspeita pra falar pq AMO comédias românticas, mas esse aí é xuxu mesmo. Essa mulher é linda né? PQP. Está ótima no filme.

      Bjs!!

      Excluir
  2. Oi Eduarda!
    Nunca tinha ouvido falar sobre esse filme, mas fiquei bastante curiosa. Não gosto muito dessas cenas musicais, é muito chato! hahaha Fiquei com mais vontade de conferir a obra pela atriz, que é de uma série que gosto bastante.
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É mesmo, a Priyanka é mais famosinha aqui no Ocidente, tinha me esquecido rs
      Então... eu não gosto de cenas musicais também não, mas a gente releva, pq o filme vale a pena rs

      Bjss

      Excluir
  3. Estou de férias e por isso decidi assistir alguns filmes na netflix, os poucos que vi lutei para chegar ao fim de tão chatos, acho que estamos carentes de bons filmes. Me chamou a atenção neste filme de bollywood foi te menos cenas musicais, e ao contrário de você, eu gosto delas (risos). Se o filme passar na Netflix vou assisti-lo.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tomara que disponibilizem lá qualquer dia. É muito legal! E fofo, claro!

      Beijos!!

      Excluir

Obrigado pela visita! =] Volte sempre, com certeza teremos novidades quentinhas pra você!