In livros resenha

Eu não sabia, Neta Mello.


“O que você faria se descobrisse segredos sobre o passado de seus pais? Após perder a mãe, Vivian se depara com achados no notebook da jornalista. Bailarina que mora em Nova Iorque, Vivian mergulha em cartas, mensagens, fotografias cuidadosamente arquivadas além de registros que Débora organizava para um livro. Obcecada pelo que lê, Vivian conta com o apoio à distância da melhor amiga, Patrícia, bailarina brasileira que conheceu em Nova Iorque. Nas idas e vindas de Vivian para entender quem foi sua mãe, ela própria refaz sua trajetória de vida”. | Páginas: 158 - Chiado Editora - Neta Mello - 2016 - Ficção.




*Livro cedido pela Chiado Editora.*


Encarei o livro por curiosidade, mas tive fiquei “parcialmente” envolvido com a trama o que não é um bom sinal.


Mãe de Vivian, e esposa de Peter, Débora, uma jornalista de renome por seus grandes feitos profissionais - como diversas reportagens feitas em cenários de guerras e locais perigosos do mundo - morre, deixando saudades para a filha - já adulta - e para o marido. Vivian, desolada e inconformada segue os rastros de sua mãe através de seus arquivos guardados em pen drives e HDs Externo, e ela se surpreende negativamente, trazendo um grande ponto de interrogação de quem realmente seria a sua mãe.


Neta Mello desenvolve um trabalho atípico na forma em que escreveu esta obra, pois traz um diálogo mesclado a narrativa - que a propósito é em terceira pessoa - o que para alguns prejudica bastante no fluxo da leitura, contudo também pode ser encarado como facilidade em seguir a história para encontrar um final objetivo. Não vejo como um grande defeito, mas pelo menos a mim não houve conforto neste modelo de escrita, mas o aconchego das letras com tamanhos ideais para as páginas e sobre a diagramação que não é perfeita, contudo ambos são bons por sinal.


É perceptível a tentativa de utilização do tema, mistério na trama, mas esta por sua vez é falha, pois não houve um aproveitamento dela ao longo das páginas e isso tornou a obra objetiva demais apesar de eu amar objetividade em contextos complexos.


Personagens e enredo super bem desenvolvidos e inseridos, e por ser uma história que viaja ao longo do tempo para que seja possível a compreensão de alguns fatos a cronologia está impecável.

A ideia da autora, Neta Mello, foi ótima, particularmente gostei e muito dos acontecimentos, dos laços, da união e também desavenças talvez uma ficção dessas possa te encantar.

Posts relacionados

6 comentários:

  1. Parece interessante a proposta e o livro é meio curtinho, né? Despertou a minha curiosidade pra ler, mas já fico com pé atrás sempre ahahaha ainda mais que você apontou uns pontos falhos.

    http://www.sextadimensao.com/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E ai Yuri! Tudo certo?

      Cara por ele ser curtinho que me chamou atenção para uma leitura dinâmica nos dias badalados que tenho, mas não tive um fluxo bom de leitura. Espero que leia, independente do livro ter falhas, pois os gostos variam.

      Grande abraço amigo!

      Excluir
  2. Apesar de ter ficado com o pé atrás depois da sua critica, o livro tem seu lado interessante, quem sabe se aparecer na minha mão por algum acaso, como as vezes ocorre, eu não leia.

    Jaci
    Pandora e sua Caixa

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Pandora! Tudo bem?

      Aproveite a oportunidade apesar da crítica, a experiência varia bastante de pessoa pra pessoa.

      Grande abraço!

      Excluir
  3. Oi Victor!
    Não conhecia a obra, gostei bastante da capa, mas o enredo não me conquistou, principalmente por conta das falhas citadas.
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kamilla! Tudo bem?

      É sempre bom conhecer novas obras e externar, ainda mais uma com esta capa rsrs apesar das críticas, claro!

      Grande abraço!

      Excluir

Obrigado pela visita! =] Volte sempre, com certeza teremos novidades quentinhas pra você!