In livros resenha

Sacramento, Felipe Cangussu.


“Não leia este livro se não estiver disposto a passar a madrugada imerso no rio de suas palavras. Deixe-o para quem deseja se entregar à sua trama como um apaixonado, à fluidez dessa obra envolvente e um tanto, original. Leitor, deixe-me apresentar: Essa é a história de William, o amigo que todo suicida precisa. De Anderson, o psicopata do bem. Marina, a mulher que amou demais. E Johnny Sacramento, o homem que (quase) morreu três vezes”. Páginas: 400 – Novos Talentos da Literatura Brasileira – Felipe Cangussu  – Ano 2013 – Ficção/Suspense



Para acessar ao post de divulgação e informações sobre o autor clique aqui.
Definitivamente ir com muita sede ao pote não está sendo fácil nestes últimos tempos, está leitura é a prova explícita disso.
A história é curiosa, ainda mais pelo perfil do autor, pois convenhamos, temos uma proposta de enredo interessantíssima que desperta curiosidade nos leitores. A leitura de Sacramento, logo de início, me foi interpretada como escancarada - por ter uma ótima cena de início - e como um bom leitor amei e isso me envolveu bastante.


Após um começo com um contexto ótimo de como é a vida real, tive um desentendimento com o fluxo das páginas, afinal eu estava na expectativa, mas não senti que esta tenha sido suprida a considerar por alguns pontos na trama que faltaram uma certa amarração e desenrolar para que desencadeasse os acontecimentos.
Particularmente não senti um apego pela obra pelo simples motivo de notar um buraco - mesmo que pequeno - na escrita de Felipe e isso me frustrou.


A diagramação a considerar a premissa estão ótimas, a capa por sua vez não me agradou muito, prefiro a nova edição da outra editora.
O elenco é chamativo, com um psicopata (Anderson), um suicida (Jhonny), o amigão (Will) e a mulher que amou demais (Marina), queria ter conseguido me apegar aos personagens, porém, não se pode agradar a todos não é?!


Existem diversas pessoas que leram e amaram o livro, talvez minha opinião não valha para você, mas saiba que as obras que lemos independentes de suas classificações sempre deixaram vestígios em nossos corações.

Posts relacionados

3 comentários:

  1. Oi Victor!
    A premissa do livro é bem interessante, não conhecia a obra e nem o autor. Fiquei curiosa, pena que a leitura não fluiu pra você.
    Beijos

    www.lendoeapreciando.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Kamilla!

      Infelizmente acontece, mas serve de experiências e agrega livros em nossos corações.

      Grande abraço!

      Excluir
  2. Qual o gênero? Eu também gostei da premissa. E adorei essa capa aí. Dá a ideia de um romance policial? É isso ou não?
    Beijos!

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita! =] Volte sempre, com certeza teremos novidades quentinhas pra você!