In Eduarda Graciano livros resenha

Presentes da Vida, Emily Giffin.


  "Darcy Rhone sempre teve todos os homens aos seus pés. Tinha um emprego glamouroso, um seleto círculo de amizades e um noivo perfeito, Dexter Thaler. No entanto, tudo mudou quando Darcy se envolveu com o melhor amigo de seu noivo... seu noivado acabou e perdeu sua melhor amiga, Rachel.
  Incapaz de assumir responsabilidades e de enfrentar todo esse mal-estar, Darcy foge para Londres, para a casa de um amigo de infância, imaginando que poderia passar uma borracha em tudo isso. Mas, para seu desânimo, Londres se torna um mundo estranho, onde seus truques de sedução não mais funcionam e onde sua sorte parece ter se evaporado. Sem amigos nem família, Darcy precisa dar novo rumo à sua vida e, assim, começa uma linda trajetória rumo ao crescimento e ao amor." Something Blue  384 Páginas – Novo Conceito – Emily Giffin – Ano 2011 (Originalmente em 2005).

               
                                         



  Darcy Rhone é a típica "mean girl" dos chick-lits. Acho que, se fosse presente nesse gênero, ao menos no começo poderíamos classificá-la como uma anti-heroína.

  Sua história começa em outro livro, O Noivo da Minha Melhor Amiga (Nova Fronteira, 2005), que acompanha sua melhor amiga Rachel em seu romance com o então noivo de Darcy, Dexter. Por se tratarem de duas histórias diferentes, podem ser lidos de forma avulsa. Presentes da Vida vai explicar tudo o que aconteceu em O Noivo da Minha Melhor Amiga do ponto de vista de Darcy e mostrar como os acontecimentos a afetaram. Além disso vamos descobrir o que ela mesma andava aprontando enquanto seu noivo e sua melhor amiga se envolviam.

  Mas não se trata apenas disso. Esse livro acompanha Darcy depois dos acontecimentos do livro de Rachel e como ela é obrigada a amadurecer para conseguir dar um rumo à sua vida.



  
  Darcy está acostumada a conseguir tudo o que quer. Está acostumada a ser elogiada por sua beleza e charme desde pequena, então seu carisma e sedução são suas armas para conquistar as pessoas.

  Deve ser por isso que sua única amiga de verdade no mundo é Rachel White. Melhores amigas desde a infância, as duas, apesar de extremamente diferentes, são inseparáveis. 

  "Só não entendia por que as pessoas, especialmente a Rachel, insistiam em tornar tudo mais difícil do que parecia ser. Apesar de ter seguido todas as regras, lá estava ela: solteira, com 30 anos de idade, perdendo noites de sono por causa de um escritório de advocacia que desprezava.
    Enquanto isso, eu era feliz, assim como tinha sido durante toda a nossa infância. "

  Mas o mundo perfeito de Darcy desmorona quando ela descobre que a tão-certinha melhor amiga e seu noivo perfeito, Dex, estavam tendo um caso. 

  O que acontece é que Darcy também estava tendo um caso... com o melhor amigo de Dex, Marcus. Então, além de ser abandonada pelo noivo - que parece estar mesmo apaixonado pela "sem graça" Rachel - a moça vê qualquer chance de um relacionamento com Marcus se esvair, já que ele não é nada do que ela imaginava e, sinceramente, parece não ligar muito para ela. 

  Darcy, então, pega um avião em direção à Londres e pede abrigo ao amigo de infância Ethan Landry (que não fica lá muito feliz em vê-la, coitada) na tentativa de reconstruir sua vida na Europa. Mas há aí alguns pequenos problemas pra quem quer recomeçar: ela está esperando um bebê do ex-amante, não tem emprego, não conhece a cidade e o pior... não tem amigos!




  Esse é simplesmente O CHICK-LIT DA MINHA VIDA! 

  Eu amo tudo nesse livro: a escrita simples, a sensível abordagem de problemas cotidianos e principalmente o fato de a autora acreditar na mudança e em segundas chances!

 Esse, se não me engano, é o quarto livro que li da Emily e apesar de ter gostado dos outros também (Questões do Coração, Uma Prova de Amor e O Noivo da Minha Melhor Amiga) achei que nenhum chega perto dessa história tão graciosa que é Presentes da Vida.

   [...] Amor e amizade. São eles que nos fazem ser quem somos e podem nos mudar, se deixarmos. 

  A Darcy é tão odiosa, mesquinha e fútil que vi muita gente abandonando esse livro antes da metade! NÃO FAÇAM ISSO!!! 

  A mudança da personagem acontece, se dá de forma gradual e, na medida do possível, é crível. Todos os tombos que ela leva, os puxões de orelha que o Ethan dá, as decepções que ela têm quando percebe que não é o centro do universo, fazem com que aquela personagem infantil e mimada dê lugar a uma mulher muito mais madura, que aceita suas imperfeições e pára de tentar agradar a todos.

     " - Eu quero dizer... que você é uma boa pessoa. [...] Uma pessoa forte. E você será uma mãe maravilhosa."

  Tem romance (já deve ter ficado óbvio) e com certeza é a minha relação romântica favorita num chick-lit, pois é construída de forma doce e sutil.

  Recomendo sim ler O Noivo da Minha Melhor Amiga antes, porque dá uma visão mais abrangente da história, mas eu particularmente não fui muito fã do livro, apesar de o filme ser um dos meus favoritos. 


Kate Hudson e Ginnifer Goodwin como Darcy e Rachel em O Noivo da Minha Melhor Amiga (Warner Bros., 2011)

   Ao ler, percebemos que ambos os títulos originais têm tudo a ver com as histórias: Presentes da Vida, originalmente, se chama "Something Blue", e assim como "Something Borrowed" (O Noivo da Minha Melhor Amiga) faz uma inteligente referência à tradição americana que as noivas têm de usar algo azul (o título desse livro), algo emprestado (o título do anterior), algo velho (something old) e algo novo (something new). Até o título do livro soa leve em inglês, não é? 

  É bem isso que esse livro é. Leve, romântico, alegre e, de fato, um presente pra quem lê! (Eu chorei.)

  Ah! Foi confirmado pela autora que teríamos uma adaptação pro cinema (ainda esse ano ela disse que vai ter sim), mas já faz alguns anos que está em pré-produção. Seguimos esperando viu, dona Emily?

Posts relacionados

8 comentários:

  1. Oi Eduarda, eu gosto do filme, mas nunca li o livro, preciso ler urgentemente rs. Já fiquei interessada nesse tb, gosto da escrita da autora, imagino que seja ótimo <3

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Mi.
      O primeiro livro é passável (eu prefiro o filme) mas esse é imperdível! Espero que realmente seja adaptado pro cinema também!

      Beijooos!

      Excluir
  2. Oi, Eduarda!
    Não li o livro e nem vi o filme, mas livros que envolvam traições não são muito meu forte.
    Beijos
    Balaio de Babados
    Participe das promoções em andamento e ganhe prêmios maravilhosos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah, eu já gosto bastante desse tema. Na ficção, é claro! hahaha
      Mas olha, te juro que vale super a pena... há males que vem para o bem, é mais ou menos o lema aí! rs

      Beijão!!

      Excluir
  3. Adorei a resenha pois fiquei sabendo de coisas que nem imaginava, vi o filme e nem sabia que era uma adaptação do livro desta autora que gosto tanto e principalmente que o livro tem continuação. Vou querer ler os dois.
    abraços
    Gisela
    www.lerparadivertir.com.br

    ResponderExcluir
  4. Oi!!! Realmente não devemos abandonar o livro pela metade. Eu acho que a história deve ser bem forte e a personagem amadurece só após viver situações bem complicadas. Espero ler algo da autora em breve. Bjos <3

    Click Literário

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ah eu não abandono não, por pior que esteja. Mas esse aí eu nem fiquei tentada... AMEIIII!
      bjss

      Excluir

Obrigado pela visita! =] Volte sempre, com certeza teremos novidades quentinhas pra você!