In livros resenha

Ascensão - Crônicas dos Orcs Negros, Thiago Drumond.





No sul do continente de Kargeth, cercado por montanhas está a região de Deserto Negro, a terra natal dos Orcs Negros. Dentro do deserto se encontra a Cidade do Oásis, governada pelo atual líder, que é corrupto. A aliança entre Elfos, Anões e Homens oprime todas as outras raças de Kargeth. Devido ao preconceito, os Orcs Negros foram marginalizados. No meio dessa miséria surge um guerreiro que preza pela honra acima de tudo, ele é Blorgk, um orc negro que com a ajuda de seus amigos toma o poder para eles e tenta melhorar a qualidade de vida de seu povo. Além disso, pretende reconquistar os Campos Verdejantes, um território ao norte de Deserto Negro que foi tomado pelos Homens na última guerra. Será que Blorgk e seus amigos conseguirão manter o controle da Cidade do Oásis? Será que outras raças se juntarão a eles para finalmente lutarem por uma vida digna? | Páginas: 196 – Autor Independente – Thiago Drumond – Ano 2017 – Ficção.






 A história que o autor Tiago Drumond nos conta em terceira pessoa, é um tanto curiosa, pois se trata dos orcs negros e valentes que através de Blorgk e seu governo conseguem atingir patamares nunca antes imaginados. Os orcs neste contexto são criaturas, de primeira, oprimidas não só por seu reino, mas também por outras raças que convenhamos não são nada empáticas, e quando uma dessas criaturas resolve fazer uma revolução não há como negar que seja uma loucura, mas também que não seja ótimo para sua liberdade.

 Quando Blorgk toma a frente do poder do reino com sua esposa nos deparamos com um cenário deveras interessante a considerar pelo modo de vida e de governo antes levados pelas criaturas. Suas ideias, princípios e estratégias são incríveis até certo ponto e ilustram nitidamente a valentia, coragem e anseio por liberdade da raça, mas será que isso garantiria a paz entre os reinos, ou até mesmo a união entre eles?

 A escrita do autor, em Ascensão, Cônicas dos Orcs Negros, nos proporciona uma viagem ilustre sobre a fisionomia dos personagens, o cenário, a vida que levam, entre outras caracteres e isso é incrível porque com a fluidez de sua escrita somos transportados a um novo mundo.

 Os pontos de maior destaque foram o cuidado com a diagramação, que para uma publicação independente isso conta e muito, assim como todos os outros aspectos físicos como capa, paginação, abertura de capítulos, estão impecáveis.

 Eletrizante, mas ao mesmo tempo com uma aventura na medida certa. Detalhes e aspectos do enredo são pontos qualitativos a te fazer amar a escrita do escritor.

Posts relacionados

5 comentários:

  1. Que legal conhecer esse livro! Não parece ser muito o meu estilo de leitura, mas achei interessante como existe um paralelo entre o livro e a realidade (já que aqui na vida real também rola essa hierarquia entre raças e marginalização dos negros, infelizmente :/). Adorei a resenha e conhecer a obra!
    Um beijão,
    Gabs | likegabs.blogspot.com ❥

    ResponderExcluir
  2. Oi Victor, parece uma ótima fantasia e a capa está lindíssima!!

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha. Precisando muito ler fantasia! Há tempos não leio uma! Ótima dica.
    Bjss

    ResponderExcluir
  4. Oi Victor,
    Muito bom conhecer a obra por aqui.
    Não sou muito de ler fantasia, mas parece ser bem interessante a forma como autor construiu seus orcs. Desejo muito sucesso.

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  5. Eu achei a capa do livro linda!! O autor está de parabéns na escolha. Pela sua resenha parece ser um livro bem dinâmico e pela resenha parece que é livro único e o tema também é do meu agrado, além de tudo é nacional.
    Abraços,
    Gisela
    Ler para Divertir

    ResponderExcluir

Obrigado pela visita! =] Volte sempre, com certeza teremos novidades quentinhas pra você!