In filmes/séries

A Visita (The Visit).



“Um garoto (Ed Oxenbould) e sua irmã (Olivia DeJonge) são mandados pela mãe (Kathryn Hahn) para visitar seus avós que moram em uma remota fazenda. Não demora muito até que os irmãos descubram que os idosos estão envolvidos com coisas profundamente perturbadoras que colocam a vida dos netos em perigo”.


Título: A Visita (The Visit)
Direção: N. Night Shyamalan
Nacionalidade: EUA
Idioma original: Inglês
Gênero: Terror
Lançamento: 26 de novembro de 2015.
Duração: 1hmin.


Conhecer aos avós realmente é algo muito bom, e mesmo que a mãe de duas crianças esteja brigada com seus pais há anos, ela resolve mandar seus filhos para passar uma temporada com os avós e por fim conhece-los, mas o que ela não contava era que as ações dos avós fossem tão terríveis e perturbadoras a ponto de tornar esta visita um verdadeiro perigo.

Se você é um verdadeiro telespectador de filmes de terror com um toque perfeito de suspense com certeza você apreciará esta produção do diretor N. Night Shyamalan e terá um senso crítico sobre este.


A principio o layout e a forma como o diretor descobriu de retratar o filme, que foi com filmes caseiros da garota e do garoto, não me foi nada atrativa por não ter tido experiências legais com filmes desta estirpe, mas concluo que tenha sido interessante enfrentar este desafio para justamente salientar este preceito.

O enredo envolve uma espécie de normalidade em relação ao comportamento dos avós dos garotos, com ações típicas, comidas gostosas, acomodações extremamente confortáveis, mas quando as peculiaridades começam a acontecer e a percepção dos acontecimentos é dissolvida em medo temos um ambiente completamente diferente e uma mudança radical sobre a apreciação do filme.


A julgar pela atuação dos atores, temos a seleção perfeita para com os personagens que mantém um ótimo desempenho em cena. Não sei se já os vi antes em algum outro filme, mas este em especial me fez vê-los com outros olhos.


Tratando-se de um tema tão maternal como o de avós o telespectador se surpreende com o rumo que a obra toma e com a expertise da produção e direção. Sem dúvidas um terror sem medidas, com homeopatias de tranquilidade.



Posts relacionados

0 comentários:

Postar um comentário

Obrigado pela visita! =] Volte sempre, com certeza teremos novidades quentinhas pra você!