In Eduarda Graciano filmes/séries

Belle.



”Dido Elizabeth Belle (Gugu Mbatha-Raw) é a filha do capitão britânico John Lindsay (Matthew Goode) com uma escrava africana. Após a morte da mãe, Dido vai morar na Inglaterra com o tio, Lorde Mansfield (Tom Wilkinson), para ser criada como uma dama da aristocracia”.


Título: Belle
Direção: Amma Asante
Nacionalidade: Reino Unido
Idioma original: Inglês
Gênero: Drama
Lançamento: 2 de maio de 2014
Duração: 1h53min.
                                                            

Dido Elizabeth, chamada por todos à sua volta de Belle, sempre se sentiu deslocada em sua própria casa. Mesmo com todo o amor que recebia de seus tios e de sua prima Elizabeth, a marca de seu nascimento ilegítimo estava em sua própria pele, impedindo-a de fugir da insegurança. Já adulta, ela apenas começará a entender o que significa ser uma mulher negra vivendo entre a aristocracia britânica do século XVIII.

Acredito que o fato de ser baseado em fatos já chama a atenção de qualquer pessoa. Quem não iria ficar curioso com a história de uma dama da nobreza inglesa que destoava de todos à sua volta por conta de sua cor? O filme foi, mais precisamente, inspirado pelo quadro pintado por Johann Zoffany ainda naquela época.

Belle é jovem, rica e negra e o mais interessante é que por conta disso, ela está presa no “limbo” existente entre esses dois mundos: o de brancos que a olham de cima, por motivos óbvios, e o de negros que não se identificam com a posição que essa senhorita ocupa. Assim sendo, quando atrai o intere$$e do charmoso Oliver Ashford, é que ela mais do que nunca percebe a situação em que se encontra a do “não pertencimento”. Neste ponto de fato começa a parte mais interessante e importante da história: uma moça em busca de sua identidade.

Ao mesmo tempo em que enfrenta vários preconceitos por conta do noivado que contrai com Ashford (sobretudo da família do rapaz), Belle se depara com um caso polêmico na corte presidido por seu tio, o caso do navio Zong, um verdadeiro massacre que resultou na morte de mais de cem escravos, cujos donos exigiam seguro, alegando que se tratava de “carga danificada”.

Sua consciência, que percebe a objetificação daqueles que ela vê como seus iguais, sua determinação em aprender e entender esse mundo e a coragem que crescem nela, fazem dessa personagem uma inspiração! Como vocês sabem, amo ver um personagem amadurecer durante a história e isso tornou Belle um dos meus filmes favoritos.

Além de uma história tocante, um elenco primoroso – e Gugu Mbatha-Raw rouba a cena - e um romance a la Jane Austen (palavras da produção, confirmação minha *suspiros*), o filme ainda conta com a direção primorosa de uma mulher negra.

Asante conduz a obra de forma magistral: um retrato elegante de parte da história inglesa que, sem perder a leveza e a sensação de esperança, te faz refletir e ter vontade (espero eu) de se tornar um ser humano melhor.


Posts relacionados

2 comentários:

  1. Oi Duda,
    Eu lembro da época que esse filme foi lançado, foi mais ou menos na mesma época que a NC lançou um livro com esse título por aqui e achei que era adaptação. Mas, não haha. Gostei muito da abordagem e também por ser trabalho comandado por uma diretora. Gosto do trabalgo da Gugu, mas conheço mais por série.

    P.S.: Uma pena que o filme da Alison não foi tão bom. É ela não é muito experiente, pelo que vejo a Hallmark comentando, ela é mais conhecida por uma novela lá nos EUA. Tipo o nosso "amado" Ryan Paevey haha.

    Não acho que Murder she Baked dá pra suspirar haha mas sla, dá uma chance ao primeiro de repente a forma do romance te agrade mais. Eu acho que a dos carteiros - Signed, Sealed, Delivered - é a que provoca mais suspiros haha

    até mais,
    Nana - Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu vou ver se pego pra assistir um dessa série e um da dos carteiros, então.

      Ah então, na época eu tb achei que era adaptação, mas aí li eu ganhei esse livro da Novo Conceito, a duologia na verdade (o segundo não li até hj, olha só) e não gostei. Dps fiquei pensando que dificilmente seria uma adaptação, já que a protagonista do filme é negra. Fui atrás, pq tava com uma nota muito boa no filmow e acabei ME APAIXONANDO. É um dos meus filmes favoritos ♥
      Dá uma chance, vc vai amar!

      Bjss

      Excluir

Obrigado pela visita! =] Volte sempre, com certeza teremos novidades quentinhas pra você!